JE SUIS REDAÇÃO NOTA 1.000

“JE SUIS REDAÇÃO NOTA 1.000”

Je_suis_redação_nota_1000

Visualizem seis estádios do Maracanã lotados… ou, talvez, imaginem 1/3 da população que habita a cidade do Recife… então, é essa a quantidade de alunos que tiraram ZERO na redação do Enem 2014: 529.374 candidatos! (Inscreveram-se 8.721.946 e faltaram 2,5 milhões). Do total que compareceu, apenas 250 obtiveram nota 1.000. Talvez a tragédia não seja tão grave para o INEP, que raciocina em termos de percentagem: 8,5% do total. Mas, em números absolutos, o resultado é uma catástrofe. E olhem que não manifesto essa opinião apenas porque sou professora de Português, professora da “famigerada” redação. Sabemos bem, nós que atuamos nessa área, que os alunos sempre tiveram dificuldades no que se refere às competências de leitura e escrita. Entretanto, agora parece que essas dificuldades têm superado quaisquer prognósticos…

E não me venham dizer que a culpa é da internet, ou dos computadores… que esse argumento já está superado. Nunca se escreveu tanto nos dias de hoje, em que celular faz tudo, menos ser usado para se telefonar. Ou que o problema pode estar no modelo de elaboração de uma REDAÇÃO em lugar de se pedir que o aluno produza um gênero textual. Quem não sabe escrever não escreve bem nem gêneros textuais nem a (desvalorizada) redação escolar.

Não sei a causa dessa tragédia no resultado das notas de redação do ENEM. Adoraria poder encontrá-la. Nem sei mesmo se é possível encontrar uma causa. Provavelmente as causas são muitas e de diversas naturezas. E, com certeza, não será com um passe de mágica que esses problemas serão resolvidos. (Nem com a orientação da equipe de elaboração do ENEM para que os corretores revisem as redações que receberam nota zero).

Quem sabe é hora de iniciarmos campanhas – em todos os espaços públicos, principalmente nas redes sociais – para desencadear reflexões sobre a importância de se escrever bem, redações escolares ou gêneros textuais, não importa. Ninguém é cidadão se não souber ler e escrever. O senso crítico não surge do nada…

Além de participar de passeatas dos vinte centavos (manifestações surgidas em janeiro de 2013 em várias cidades brasileiras) ou de compartilhar “Je suis Charlie” (em referência às mortes dos cartunistas do jornal francês Hebo no dia 7 de janeiro de 2015), vou propor uma nova campanha: “JE SUIS REDAÇÃO NOTA 1.000”, em defesa de um ensino público e privado de qualidade que promova as competências em leitura e escrita de nossos alunos.

Não espero muitas adesões!

Fonte dos dados: http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/resultados-individuais-do-enem-estao-disponiveis-para-consulta?redirect=http%3a%2f%2fportal.inep.gov.br%2f

Sobre YNAH DE SOUZA NASCIMENTO

Professora de Língua Portuguesa, autora de livros didáticos.
Esse post foi publicado em Dicas para o aluno, Dicas para o professor e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para JE SUIS REDAÇÃO NOTA 1.000

  1. Pingback: JE SUIS REDAÇÃO NOTA 1.000 | Ynah de Souza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s